Páginas

JÁ ERA...BABY

Você pensa que está abafando
e se acha a dona da situação

Que pena, querida,
sua linha esta cruzada
e você já não consegue
enganar o meu coração

Tenta fazer-me acreditar
nesse teatrinho de amor,
mas suas mentiras me cansaram
e eu me cansei de você

Você pirou, minha flor
Perdeu-se no labirinto
dos seus fingimentos

Se deu mal...neném
Quebrou a cara...

Não deu bola para os meus sentimentos
Perdeu o prumo...
Pensou que eu fosse objeto de consumo

Já era, baby
Sua bola murchou,
você me perdeu,
a fonte secou
e agora quem não quer sou eu

Sai de mim...Vai a luta...

Pode chorar
que eu não vou te perdoar

P0123.2007.07
Copyright © 2007 by Magno R Almeida