Páginas

POEMA INACABADO



A noite quando cai estou sozinho
Rabisco no papel tímidos versos
O tema é solidão, amor, carinho
Desejos incontidos submersos

Vasculho o pensamento a procura
De imagens que me tragam inspiração
Invade o meu peito a desventura
Afogo meu olhar na solidão

Escrevo fragmentos de um poema
A noite já vai alta a lua acena
Lembranças de um tempo que passou

Na folha de papel tão rabiscado
Repousa o meu poema inacabado
Tal qual a flor que não desabrochou

P0276.2009.09
Copyright © 2009 by Magno R Almeida