Páginas

FRAGMENTOS DA ALMA

Sonhos sepultados...
Coração partido...

Momentos de paz quase esquecidos
Lembranças que atormentam
e forçam lagrimas de saudades...

Sinto-me cansado da vida...
Solitário e desiludido

Tento desviar-me dessa estrada desconhecida
e vou em busca de itinerários que me permitam 
reconstruir castelos desmoronados
que escondem fragmentos da minha alma
amontoados em meio aos escombros da desilusão

Olho para o infinito e tento enxergar,
entre as nuvens cinzentas,
um azul celestial capaz de recompor
todas as minhas esperanças 
de continuar a viver longe do caos 
que teima em dominar o meu ser.

P0098.2007.05
Copyright © 2007 by Magno R Almeida