Páginas

DOIS PRA LÁ...DOIS PRA CÁ

Cambaleante,
pela estrada do caos,
sigo embriagado por sonhos
não realizados...

Para espantar o ócio
tento cantar um "Funk"...
Um "Hip Hop" talvez...

Quem sabe um samba?
ou uma brega sertaneja?

Ah! Se minha vida
fosse um tango de Gardel
ou um bolero cantado
pela doce voz de Elis
talvez a estrada do caos
fosse apenas pura
imaginação do meu ser

"Dois pra lá...Dois pra Cá"

Nota do autor:
Inspirado na canção de João Bosco e Aldir Blanc (Dois pra lá...Dois pra cá)

P0178.2008.06
Copyright © 2008 by Magno R Almeida