Páginas

INGRATA

Não adianta
Já fiz de tudo
Pra sair da tua vida
Mas eu não consigo

Então,
Pode me xingar
Pode me olhar de cara feia
Pode dar as costas
Olhar para os lados
Me mandar pra onde você quiser

Pode fingir que não me conhece
Pode me chamar de chato,
Preguiçoso, pentelho encravado,
Mala sem alça, pudim de vinagre

Pode me encher de desaforos e
Até me mandar embora.
Eu vou, mas volto.
Vou ficar no teu pé
Ate você entender que eu fiquei assim
Porque fui contaminado pelo teu amor.

Eu te adoro!
Eu te quero!
Eu te desejo!
Eu gosto muito de você!
Eu te amo pra valer!
Ingrata...

P0055.2006.11
Copyright © 2006 by Magno R Almeida